quarta-feira, 29 de agosto de 2007

SER HOMEM NO BRASIL...

Nesse texto abordarei uma questão tão polemica tal qual: política, futebol e religião. Que é a questão de gênero, mas especificamente abordarei neste artigo a questão do gênero masculino no Brasil, ou melhor, de como é o ponto de vista de “ser homem” em nosso país e de diferentes formas de se comportar como homem em diversas regiões do nosso Brasil. Ser homem no Brasil não é de forma alguma falar de maneira uniforme e imutável, muito pelo contrário, ser homem no Brasil dependendo da região brasileira de onde se estar analisando esse conceito pode ser interpretado em um leque de múltiplas formas e inúmeros significados. A maneira de como se classifica como “macho heterossexual” (que por sinal é bem resolvido sexualmente) para o modelo perfeito de ser que a sociedade de hoje impõe, pode ser de uma forma em uma determinada região e em outra região pode ser a negação dessa forma, o que quero dizer é que o padrão de macho em uma região do país é um conceito, quando em outra região pode ser um conceito totalmente divergente para o mesmo significado. Peguemos como exemplo o conceito de homem “pós-modernos” na região sudeste, pois é um estereotipo que estar em ascensão, o tipo denominado como “metrossexual”, que é aquele homem a qual sua opção sexual é heterossexual e não deixa nem tem vergonha de se cuidar. Cuida do seu corpo de maneira excessiva, retornando o culto ao corpo dos gregos passados, só que com uma diferença, os gregos cuidavam também da mente, o que vemos hoje é apenas um culto ao corpo e a mente se deixa para ultima opção. O metroxessual cuida da estética literalmente falando. Esse tipo de homem pós-moderno passa grande parte de seu tempo em clinicas estéticas fazendo alguns “retoques” em seu corpo, pois nunca estar satisfeito com sua carcaça que futuramente irá servir apenas de comida para micróbios, bactérias e torna-se adubo orgânico! Sempre estão recorrendo a clinicas medicas especializadas em cirurgias plásticas, recebem massagens, banhos especiais com essências perfumadas, fazem as sobrancelhas, depilam o corpo todo, tingem o cabelo, etc. querem ser fortes e sem nenhum percentual de gordura, para isso freqüentam academias durante horas e horas puxando quilos e mais quilos de ferros. Tudo isso em nome de um corpo perfeito. Praticam todos estes atos sem deixarem de ser em momento algum heterossexual. Para o padrão nordestino onde, boa parte dos sertanejos vivem sob um sol escaldante que em média chega a 40°, labutando na roça durante até 12 horas por dia, diariamente, sem domingos nem feriados, fazendo muitas vezes apenas uma ou duas refeições diárias. Inspirados na figura do vaqueiro do gibão, que vai buscar o gado no miolo da vegetação da caatinga, onde a vegetação é seca e espinhenta como o xique-xique, a macambira, o alastrado, etc. Tendo em mente também ser um guerreiro forte como eram (na visão do nordestino) os cangaceiros. Para estes sertanejos que estão sempre na lida pesada e não tem os subsídios dos recursos de beleza estética, o conceito de macho que vigora no nordeste (exceção do litoral) é esse do “cabra valente” e não o conceito do homem do sudeste, por exemplo. O nordestinos acham os sulistas “cheio de frescuras”, pelo fato dos metrossexuais cuidarem exageradamente do corpo. Quanto aos sulistas, eles acham os nordestinos “uns bárbaros”, por se portarem de maneira tão rústica. Esses são apenas dois exemplos sobre conceito de masculinidade no Brasil e em duas regiões brasileiras diferentes, porém, no entanto, o país tem mais três áreas distintas do nordeste e do sudeste. Sendo assim, todas estas cinco regiões brasileiras são totalmente antagônicas culturalmente, isso tudo é em um só país, apenas no Brasil, levando em consideração que o planeta Terra engloba quase duzentas nações a classificação do ser homem complica ainda mais. Partindo do pré-suposto de que, tudo é uma questão cultural, que o ponto de vista de quem olha é muito relativo ao ponto de visto do que é olhado e que esses pontos de vistas dependem muito do meio em que se é educado, não existe uma verdade plena em ser homem e sim há varias verdades, varias maneiras distintas de ser homem.

2 comentários:

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Fátima Brambilla disse...

Marcilo, admiro muito sua dedicação para com os textos que vc coloca em seu blog. Adorei aquele Ser Homem no Brasil.Ele mostra uma verdade sobre os homens que gostam de se arrumarem e por não serem bem interpretado pelo povão são criticados e seu texto veio mostrar a população quem são esses homens e o porque se arrumam. Parabéns.Fiz uma homenagem para vc em meu Blog, copiei esse texto e mostrei que o texto é seu expliquei o porque copiei e gostei do texto. Caso não gostou me avise que deletarei. Obrigada.