quarta-feira, 22 de agosto de 2007

O DIABO NÃO É TÃO FEIO QUANTO PITAM!

Das poucas coisas que eu tenho certeza na vida, uma delas é que nenhum ser habita tanto a imaginação humana quanto a figura que conhecemos como Diabo, Satã, Belzebu, dentre outras tantas dezenas de nomes denominado a figura referida. Em algumas religiões é mais citado que o próprio Deus! Em plena era da tecnologia, denominada de pós-modernidade ou hiper-modernismo é antagônico pensar que um ser tão obscuro habite o imaginário de todas as culturas existentes na terra, em algumas com mais temor, em outras na figura do não tão mal e até do justo, do que castiga por justiça. Em pleno século XXI, num é que o danado, o tinhoso, ainda estar vivo, e muito bem vivo por sinal. Sejam em qual religião for, Cristã, Muçulmana, Zoroastrismo, Judaísmo, etc. o Pai da mentira está presente em tudo que é de ruim, em tudo de errado, em tudo obscuro, em tudo que se é desconhecido, por trás das doenças, das guerras e de muitas outras coisas que vem trazer o caos, a desordem para o planeta. Apesar do avanço da ciência na modernidade juntamente com a razão, tentou-se desmistificar de certa forma esse sujeito tão asqueroso que permeia as famílias e lares e ainda cerca o dia-a-dia do homem pós-moderno, do homem tecnológico. Qualquer que seja o país, classe social, econômica, cultural. Qualquer um tem seu próprio Diabo, como cada um tem sua idéia de Deus, todos também tem sua própria idéia de Diabo. O Diabo não é mais como se pintavam; um mesclado de animais com cabeça de Bode, corpo de serpente, pés de homem e rabo de cavalo, nem em forma de uma linda mulher sedutora, com o passar do tempo foi se criando uma outra idéia de demônio e com isso outras figuras pitorescas foram criadas para tentar retratar a figura do senhor das trevas e as vezes é retratado só em forma de uma sombra ou uma luz negra em oposto a luz clara que Deus é retratado, há até quem o adore. A dicotomia é gigantesca entre o bem e o mal, o antagonismo sempre existiu e vai existir entre figuras tão maniqueístas como Deus e o Diabo, como já se foi dito, em algumas culturas o mal não é visto como tão mal assim, o mal educa, da forma mais grosseira, ams educa, e em certas ocasiões até interage com o bem, cabendo no julgamento final o mal encarregar-se na função do carcereiro, e fazer com que o réu pague a sentença que o bem julgou. Partindo do pré-suposto econômico, Satã é bem aceito na industria literaria, com variso livros abordando o tema, na cinematográfica com seus milhares de filmes que retratam o capa -preta, e o que dizer então da industria fonográfica com seus metaleiros, cheio de figuras atemporais, transcendentais e bizarras em suas camisetas pretas. O culto ou o repudio ao mal sempre irá existir, o ser humano é um ser imaginário por natureza, e enquanto o ser humano tiver imaginação vai sempre tentar explicar o inexplicável. Se Satã existe ou não, não cabe a mim julgar, nem tampouco cabe a mim explicar se ele é o bem ou o mal, se existe em uma vida transcendental não sei, mas sei que ele existe dentro de mim e de você, caminhando lado a lado com Deus, com o que julgamos o bem. Creio que dentro de cada um de nós essas forças estão sempre em conflito e em união, cabê a nós mesmos decidirmos qual caminho seguiremos. Creio que há de haver sempre essas duas forças oponentes para um melhor equilibrio em nossas vidas.

2 comentários:

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Radeir disse...

De tanto pensar e querer compreender Deus e o Diabo,chego a conclusão de que sendo Deus o Pai creador de todas as coisas,reproduziu-se, e de cara o dito cujo sombrio, é sua direta descendência parte de seus auxiliares comprovadamente úteis na manutenção e perpetuação do seu Reino, o Universo.
Veja só:
O Pai cai na besteira de criar um Reino, mas só pode reinar se existir filhos e súditos.Inventa de gerar seres semelhantes,de segunda classe, mas com idênticos pendores,desejos e sonhos de continuar reinando. Daí, era de se esperar que ao menos na adolescência, seus filhos se rebelassem, é a lei de tudo que nasce para crescer. Não deu outra: o filho, imitando o pai,aliás,a quem mais poderia imitar,se alí na intimidade do Reino nem tinha TV ou internet?

Pois foi dessa inocente espelhagem que o " portador da luz", herdeiro direto do Todo Poderoso Pai, deu de querer ser ele mesmo, de realizar-se independente do Modelo Amado.

O Pai, sabido que era,fez o filho como uma lâmpada, mas de propósito não o ligou na tomada divina, aguardando a hora em que a própria creatura, ficasse exausta da escuridão reinante na sua mente imatura e pra que o jovem passasse com nota máxima nas provas do seu crescimento, expulsou-o pra bem longe do iluminado palácio celestial.

O rebelde infante, rolando desgovernado entre multidão de estrelas ,nebulosas qualhadas de poeiras cósmicas,bem rentes a buracos negros,veio dar numa rocha ígnea,numa escuridão medonha onde tudo fervilhava de vontade de ser alguma coisa palpável,palatável e porque parecia errar nos confins da Via Láctea foi chamada Terra - para os mais atentos,inferno.

Então,o jovem menino filho do Todo Poderoso Rei ,que precisava tanto de auxiliares para manter acesas as suas fornalhas universo afora,de tanto rolar, caindo cada vez mais fundo no abismal útero rochoso fincado num mar de coisas incompreensíveis,não teve outro modo de se levantar senão pelos seus próprios meios,pelas ardentes pernas, na base da ignorância de tudo que se tornara e era daqui pra frente.

O pobre filho de tanto ralar os chifres na ventania do fogareu, armou-se de dentes e tridentes pra caçar o que comer e ja amolecido nas tempestades diárias,acabou descobrindo uma caverna mais acolhedora para alí dormir e medrosamente morar.

Ali,entre morcegos e bichos de toda raça, não sei como,nem com quem,talvez até com uma insinuante macaca bem peluda, soltou os cachorros dos seus bravos desejos juvenis e numa noitada,em plena escuridão, alheio e irresponsável, como todo adolescente que não está nem aí, gerou outra multidão de filhotes igualmente desavisados - nós!

E foi assim que a história de Deus e do Diabo nunca mais saiu da cabeça das mulheres contaminadas de iguais desejos de encontrar nos filhos autênticos auxiliares pra segurar essa peteca provavelmente, por imprudência, lotou este planetinha de capetinhas voluntariosos, guerreiros, insaciáveis de drogas de toda espécie,algo que os fizesse esquecer agonias de nada saber de si mesmos e do destino que teriam neste mundo lindo, mas muito esquisito, aonde iam dançar e vagar afoitos mascarados de homem.

Deus, Diabo e a gente , parentes íntimos,é tudo faisca da mesma fornalha, digo farelo do mesmo saco sem fundo e sem fim.